terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

VICENTE BEZERRA DUARTE E MARIA LINDA DUARTE

Vicente Bezerra Duarte ("Padim Duarte"), meu trisavô, e Maria Linda Duarte ("Madinha Duarte"), minha trisavó, eram naturais de Várzea Alegre, interior do Ceará. Segundo o livro História da Minha Vida, de meu Tio-avô, Vicente Guedes Duarte (Tio Guedes), ele foi seminarista e colega do Padre Cícero Romão Batista. Porém, ele deixou o seminário para casar-se com sua primeira esposa.
Ele nasceu no ano de 1841 e faleceu no ano de 1913, aos 72 anos. Ela nasceu no dia 14 de maio de 1864 e faleceu no dia 20 de novembro de 1953, aos 89 anos.
Quando veio a seca de 1877 muitos moradores do interior do Ceará migraram para a capital, Fortaleza, inclusive Vicente Bezerra Duarte e a família de Maria Linda do Amor Divino, seu nome de solteira. Contam que houve uma epidemia em Fortaleza por essa época e que os pais de Maria Linda morreram, os dois, numa noite só. A esposa de Vicente Bezerra Duarte, que era tia de Maria Linda, também veio a falecer. Ele ficou com os três sobrinhos da esposa e, temendo o falatório, resolveu casar-se com Maria Linda que tinha 13 anos, na época.
Junto com Maria Linda ficaram dois irmãos: Antônio Primo e Ana. Ao voltarem de Fortaleza, depois de passada a seca, a propriedade deixada pelos pais de Maria Linda foi dividida entre os herdeiros. Segundo Tio Guedes, em História da Minha Vida, Antônio Primo ficou com a parte de cima, ou cabeceira e deu o nome de sítio "Baixio"; Maria Linda ficou com a parte central da propriedade e deu o nome de sítio Medeiros; e Ana ficou com a outra parte, ou seja, a parte dos fundos, que recebeu o nome de sítio "Taquari".
Do casamento deles nasceram 12 filhos:
1. Maria Amélia de Passos (minha bisavó, mãe de meu avô paterno, José Bezerra Lima, ou vovô Zezinho);
2. Primo Alves Bezerra (sobrenome não confirmado pelas lembranças de minha avó);
3. Francisco Bezerra Duarte (meu bisavô, pai de minha avó paterna, Edna Bezerra Duarte);
4. Manoel Bezerra Duarte (Tio Neném);
5. Vicente Bezerra Duarte;
6. Emília Bezerra Duarte (Tia Ninia);
7. Raimundo Bezerra Duarte (Tio Mundin ou Din);
8. José Bezerra Duarte (foi Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil);
9. Lozinha ou Tia Lô (nome verdadeiro não lembrado);
10. Ana (Tia Nanu);
11. Araci Bezerra Duarte;
12. João Bezerra Duarte.

Estes são os 12 filhos de VICENTE BEZERRA DUARTE e MARIA LINDA DUARTE. O destino de alguns desses filhos não é certo. Se algum parente tiver informações sobre o paradeiro desses filhos, por favor entre em contato. Este blog tem o objetivo, de alguma forma, de juntar os elos perdidos de nossa família e evitar que a nossa história se perca.

David Duarte

7 comentários:

  1. Esse Raimundo aí não é tio Mundim, o tio que chamávamos de Mundim era o irmão de vovó Edna que moarava no Rio de Janeiro...

    ResponderExcluir
  2. Sei que vovó também tinha um irmão chamado Raimundo. Mas Madinha tinha um filho com esse nome que também era chamado de Mundim ou de "Din"... Aliás, os nomes das famílias daquela época se repetem muito, como Francisco, José, Vicente, Raimundo...

    David Duarte

    ResponderExcluir
  3. Nossa Primo, me emocionei lendo todas as informações que estão no blog sobre nossos antepassados, eu lembrei de quando eu li o livro do meu bisavô (Vô Guedes), "A história da Minha Vida" , sempre quis saber o paradeiro do sitio 'Medeiros', se ainda continua na familia, se ainda é um sitio, você sabe me dizer ?
    Admiro esse trabalho que você está fazendo, continue, ainda tem muita coisa pra se descobrir sobre nossa familia.
    Abraços e Fique na Paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  4. Olá prima, estou fazendo planos de visitar o "medeiros" e fazer algumas imagens, fotos e vídeos, pra postar aqui no blog. Não sei quem são os proprietários atuais, mas assim que puder vou até lá. Ainda estou emperrado em algumas informações sobre nossos antepassados, mas vou buscar tempo de começar a fazer uma busca na diocese de Iguatu e de Crato pra conseguir mais informações.
    Grande abraço.
    David Duarte

    ResponderExcluir
  5. meu nome é junior ,moro no rio ,sou neto do joão bezerra duarte,minha mãe é helba duarte

    ResponderExcluir
  6. rapaz o medeiros hoje é dos herdeiros de Nonato Rolim eu adorei seu blog pois sou genealogista e seu blog me fez conhecer uma nova ramificação da família varzealegrense, visitem meu blog ele não é de genealogia mas é bom www.blogdoisraelbatista.blogspot.com e esse texto que conta essa história vou postar no meu blog amanhã dia 11 abraços, os filhos de Nonato Rolim são os legítimos donos do Medeiro

    ResponderExcluir